Segunda-feira, 30 de Julho de 2007

"Estão a colocar a fasquia muito alta"

  

Flávio Meireles

“Estão a colocar a fasquia muito alta”

RUI GOMES

 

 

As palavras de Flávio Meireles são uma referência no balneário do Vitória. O capitão é um comandante que não precisa de se colocar em bicos de pés ou elevar a voz para fazer valer a razão. Ao fim de quase um mês de preparação, o médio faz um balanço positivo, mas alerta para a euforia, excessiva na sua opinião, que se está a criar à volta da equipa.

“Estamos no bom caminho, apesar das pessoas estarem a colocar a fasquia muito alta. Contudo, os jogadores têm os pés bem assentes no chão. Não nos podemos esquecer que o Vitória acaba de chegar da Liga de Honra, tem muitos jogadores novos e o grupo de trabalho está a cimentar os ensinamentos recebidos. A pré-época tem sido boa e esperamos entrar com o pé direito no campeonato”, afirmou o médio vimaranense.

Seria melhor uma pré-época menos fulgurante? Flávio Meireles nem pensou duas vezes antes de responder: “Não, isso também não. A pré-época é um período de preparação para a competição, em que os treinos assumem um papel fundamental. E os jogos têm de ser inseridos nesse espírito de treino. É muito melhor treinar a ganhar do que treinar a perder. Temos um grupo muito forte, estamos a tentar que os novos elementos se adaptem bem, o que tem acontecido, e queremos formar uma equipa muito competitiva. Neste momento é o que podem esperar de nós. Mais não”.

A ponderação marca o discurso do capitão. Conhecedor da paixão dos associados do clube, Flávio Meireles dá a receita para esta fase: “Devemos colocar um travão. Temos ganho, mas não nos podemos esquecer que estamos na pré-época. Quando começar o campeonato tudo vai ser diferente. Sei o que as pessoas de Guimarães pensam e sei que vivem já num clima de euforia. Peço para terem calma”.

 


"Existe uma união sentida"

 


A boa disposição permanente e a forma como, por exemplo, comemoram os golos que têm marcado nos jogos particulares indiciam a existência de um plantel coeso e unido. Flávio Meireles não tem dúvida que essa é uma das armas fortes da equipa: “Acho que referir esse pormenor da comemoração dos golos é interessante, pois ele passa despercebido à maior parte das pessoas. Temos um grande grupo, com uma enorme união, mas uma união sentida. Estamos empenhados em fazer tudo de bom pelo Vitória”.

Face a isto, o médio não entende como uma responsabilidade acrescida o facto de ser capitão. “É uma responsabilidade, mas não acrescida. Sei que tenho um papel a desempenhar e que o tentarei fazer da melhor forma possível. Responsabilidade, sim; orgulho, também, mas nada mais. Sou o capitão, tenho uma missão, mas não sou só eu a gerir o balneário”.

 

 

 

UEFA
“Garanto que vamos ser uma equipa empenhada e que procurará ser sempre muito competitiva. Depois logo se verá mercê do for acontecendo”.
 

RENOVAÇÃO
“Fiquei feliz da vida. O Vitória é o clube do meu coração, onde me fiz homem e jogador de futebol. Só posso dizer que estou muito contente”.
 

CAMPEONATO
“Começo complicado, que poderá ser um pau de dois bicos. O nosso pensamento está em começar com o pé direito. Queremos transmitir desde o início uma imagem positiva”.

 

In: O Jogo

 

Veja aqui o artigo completo do jornal "O Jogo".

publicado por CláudiaBragança às 14:29
link do post | comentar | favorito

.il capitano

Flávio Miguel Magalhães Sousa Meireles
Data de nascimento: 03/10/1976
Altura: 1,87m
Peso: 88 kg
Posição: Médio-defensivo
Número da camisola: 26
Nacionalidade: Portuguesa
Naturalidade: Ribeira de Pena
Residência: Guimarães

Trajectória:
1996/97: Moreirense
1997/98: Moreirense / Fafe
1998/2000: Fafe
2000/2003: Moreirense
Desde 2003: Vitória de Guimarães

.Participe!

Qualquer dúvida, sugestão ou mensagem
que queira deixar neste blog por favor
utilize o nosso e-mail.

 

flaviomeireles26@sapo.pt

.links

.Novembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.arquivos

blogs SAPO

.subscrever feeds