Domingo, 14 de Março de 2010

Pai-Capitão


                                                                                                                                 Foto: vitoriasc.pt

 

Flávio, o pai-capitão

Ao contrário do que acontecia há alguns anos, a educação das crianças não está apenas a cargo da mãe. Hoje, os pais assumem um papel cada vez mais preponderante no dia-a-dia dos seus filhos.

Como qualquer pai dedicado, Flávio Meireles entrega-se completamente aos seus “mais que tudo”. Afonso e Guilherme são as estrelas lá de casa e o pouco tempo livre que o atleta tem é dedicado aos miúdos. “O pai, hoje em dia, tem de se preocupar não só com o bem-estar dos filhos mas também com o seu futuro. E eu não fujo à regra. Tento estar sempre em cima dos acontecimentos e de todas as iniciativas em que eles participam. Tento ser o mais presente possível. Infelizmente, a minha profissão não me permite ter o tempo que desejaria para eles mas aproveito ao máximo todos os minutos com eles”.

E se Afonso, de dois anos, não perde ainda tempo com a bola, Guilherme, de seis anos, parece já seguir as pisadas do pai. Jogador dos Afonsinhos do Vitória, o filho mais velho do capitão confessa-se “melhor do que o pai” e até o progenitor o reconhece. “Ele tem jeito mas ainda é muito cedo para dizer se ele poderá ou não ser jogador de futebol. O mais importante é que ele pratique desporto. Para além do futebol, o Guilherme está também na Natação e eu quero é que ele aprenda já a interagir em grupo e a cumprir regras”, contou.

No futebol, Guilherme alinha numa posição mais recuada que o pai e as diferenças não se ficam por aqui. “O meu melhor pé é o esquerdo e o do meu pai é o direito. E eu sou defesa e o meu pai é médio. A única coisa parecida é o número, é que eu no treino também uso o número 26, por causa do meu pai”, explicou a criança. Com o seu jeito envergonhado, o futuro craque Meireles fez algumas confissões: “Quando era mais pequenino, costumava chorar quando o meu pai perdia mas agora já não choro. Vou sempre ver os jogos em casa com a minha avó e tento sempre ver na televisão quando ele joga noutro sítio”.

Depois de alguma timidez inicial, Guilherme rapidamente entrou na conversa e contou-nos algumas das brincadeiras que partilha com o pai. “O meu pai brinca muito comigo. Costumamos jogar à bola e eu sou melhor do que ele porque já lhe fiz uma finta. Também jogamos playstation e fazemos outro tipo de brincadeiras”, lembrou.

“Os meus filhos são a minha vida”

Sexta-feira. 18 horas. Flávio Meireles chega ao Complexo Desportivo na companhia do filho. Guilherme tem o primeiro treino da semana e o pai não poderia faltar. “Faça chuva ou faça sol, o Guilherme não falta a um treino. E ao sábado de manhã é o primeiro a acordar lá em casa. Acorda com mais vontade do que nos dias em que tem de ir para à escola”, disse o pai.

E, faça chuva ou faça sol, Flávio Meireles assiste ao treino do filho do primeiro ao último minuto. “Gosto de ficar a assistir aos treinos para que ele sinta que o pai está sempre presente e está a torcer pelo bem-estar dele. Não o faço para o pressionar. Não incentivo o Guilherme a seguir a carreira de futebolista. Gostaria que ele seguisse um curso superior. Mas ele ainda é muito novo e ainda muita coisa vai acontecer. Gosto, acima de tudo, que ele se sinta bem”, comentou.

A pergunta era simples e a resposta não poderia ser mais verdadeira. O que significam os seus filhos? “São a minha vida”, atestou, acrescentando depois que “são o meu refúgio quando algo não corre bem”. “Os meus filhos ajudam-me a superar as derrotas, a pressão do futebol. Entrar em casa e poder abraçar os meus filhos é o melhor presente que posso receber. Eles são o meu melhor presente. São a minha vida”, concluiu.

vitoriasc.pt

publicado por CláudiaBragança às 14:35
link do post | comentar | favorito

.il capitano

Flávio Miguel Magalhães Sousa Meireles
Data de nascimento: 03/10/1976
Altura: 1,87m
Peso: 88 kg
Posição: Médio-defensivo
Número da camisola: 26
Nacionalidade: Portuguesa
Naturalidade: Ribeira de Pena
Residência: Guimarães

Trajectória:
1996/97: Moreirense
1997/98: Moreirense / Fafe
1998/2000: Fafe
2000/2003: Moreirense
Desde 2003: Vitória de Guimarães

.Participe!

Qualquer dúvida, sugestão ou mensagem
que queira deixar neste blog por favor
utilize o nosso e-mail.

 

flaviomeireles26@sapo.pt

.links

.Novembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.arquivos

blogs SAPO

.subscrever feeds