Segunda-feira, 15 de Dezembro de 2008

Capitão coloca Vitória nos quartos-de-final da Taça


                                                  Foto: vitoriasc.pt

 

Crónica

Flávio na pele de caça-fantasmas
Pedro Miguel Silva

E à quarta foi de vez. Os fantasmas que, por alturas da Taça de Portugal, teimavam em surgir com o intuito de atormentar o homónimo do Minho, deverão ter tirado, desta vez, férias natalícias, pois ontem o convidado voltou à casa maldita predisposto a varrer os maus espíritos e a pôr termo a um enguiço que durava há quatro anos. Principal responsável: Flávio Meireles.
Tudo foi feito de forma surpreendente e calculada. Como em tantas outras ocasiões nesta temporada, o médio viria, desta feita, a dar a melhor sequência a um livre de Nuno Assis, cabeceando como só ele sabe. Estava, enfim, desatado o nó, precisamente numa fase em que o outro Vitória, o de Setúbal, dava sinais de querer crescer no encontro.
Até esse momento, o equilíbrio de forças foi por demais evidente. O Setúbal, é certo, começou tarde a engrenar mas quando Mateus e Leandro Lima soltaram o talento - sem eles, o conjunto não funciona -, a equipa entrou no ritmo e foi rondando com perigo as imediações da área vimaranense. No entanto, foi necessário a formação de Manuel Cajuda desferir um rude golpe para os donos da casa acordarem da letargia e lançarem-se com todas as armas para o ataque.
Daúto Faquirá prescinde, então, de Leandro Lima, e lança Carrijo na tentativa desenfreada de chegar ao golo. Debalde. Não obstante o "forcing" setubalense, o avançado, desinspirado, pouco ou nada acrescentou ao futebol envolvente que saía, nesta altura, dos pés do abnegado Bruno Gama.
No entanto, os vimaranenses lá iam conseguindo suster o ímpeto do adversário, ao mesmo tempo que colocavam em sentido a guarda sadina, através de contra-ataques desaproveitados por Marquinho e Desmarets. A verdade é que o tal golo de Flávio Meireles valeu a desforra no campo do inimigo e a passagem aos quartos-de-final da competição.

Crónica do jornal O Jogo

 

 


                                                                                   Foto: vitoriasc.pt

 

O momento
59'
Com cabeça se quebra o enguiço

Os lances de laboratório são cada vez mais importantes nos jogos a doer. Foi o caso de ontem. Nuno Assis aponta o livre para o coração da área, surgindo, de trás, Flávio Meireles a cabecear para a baliza do desamparado Pedro Alves. Estava feito o 0-1.
In: O Jogo

 

Ficha de jogo
Vitória FC 0-1 Vitória SC
(Flávio 59')

Competição: Taça de Portugal (Oitavos-de-final)
Estádio: Estádio do Bonfim, Setúbal
Arbitragem: Artur Soares Dias; José Cardinal e Rui Tavares; Pedro Estrela

Vitória FC
Pedro Alves, Janício, Robson, Anderson, Cissokho, Sandro (Hugo 45'), Ricardo Chaves, Mateus, Leandro Lima (Carrijo 64'), Bruno Gama e Laionel (Leandro Branco 75')
Suplentes não utilizados: Bruno Vale, Elias, Bruno Ribeiro e Auri
Treinador: Daúto Faquirá
Golos: -
Cartões amarelos: Ricardo Chaves (52'), Hugo (54') e Robson (87')
Cartões vermelhos: -

Vitória SC
Nilson, Lionn, Gregory, Moreno, Momha, Flávio Meireles, Wênio (João Alves 68'), Marquinho (Carlitos 89'), Nuno Assis, Desmarets e Roberto (Fajardo 83')
Suplentes não utilizados: Serginho, Márcio Martins, Andrezinho e Lucas
Treinador: Manuel Cajuda
Golos: Flávio Meireles (59')
Cartões amarelos: Gregory (48'), Wênio (61') e Nilson (84')
Cartões vermelhos: -

 


                                                              Foto: vitoriasc.pt

 

Avaliação
A prestação do capitão, segundo a imprensa

A estrela
Flávio Meireles - 7
O golo veio das alturas

O capitão vimaranense chamou a si a reponsabilidade de colocar o Guimarães nos quartos-de-final da Taça de Portugal ao apontar o único golo do encontro ao subir até ao 1º andar e, de cabeça, desfeitear Pedro Alves, após cobrança de Nuno Assis.
O Jogo

Flávio: capitão e comandante
O seu golo decidiu o jogo. Flávio costuma ser letal na abordagem a este tipo de lances e voltou a sê-lo. Além disso, no resto do jogo foi capitão e comandante da equipa, sobretudo em defesa da sua rectaguarda.
Desportivo de Guimarães

Flávio Meireles - 8
Um verdadeiro tampão para travar todos os movimentos ofensivos dos sadinos. Empolgante na forma como acompanhou a "viagem" da bola quando esta partiu dos pés de Nuno Assis e depois encaminhou-a para o fundo das redes. Revelou-se o "comandante" desta turma vimaranense.
SportDigital

 

Declarações
As palavras do capitão, no final da partida

Flávio marcou o golo decisivo:
"Queremos continuar nesta senda"
O capitão Flávio foi o homem do jogo, ao apontar o golo que valeu ao Vitória o apuramento para os quartos-de-final da Taça de Portugal. No final do encontro do Bonfim, em declarações aos jornalistas, foi curto e incisivo na sua apreciação: "Vencemos, foi o mais importante, estamos nos quartos-de-final e esperamos dar continuidade a estas vitórias. Contra a Naval, na próxima jornada da Liga, é isso que pretendemos: continuar na senda dos bons resultados."
Desportivo de Guimarães

 

Resumo
Veja aqui o resumo desta partida (GuimarãesTV)

 

publicado por CláudiaBragança às 17:21
link do post | comentar | favorito
|

.il capitano

Flávio Miguel Magalhães Sousa Meireles
Data de nascimento: 03/10/1976
Altura: 1,87m
Peso: 88 kg
Posição: Médio-defensivo
Número da camisola: 26
Nacionalidade: Portuguesa
Naturalidade: Ribeira de Pena
Residência: Guimarães

Trajectória:
1996/97: Moreirense
1997/98: Moreirense / Fafe
1998/2000: Fafe
2000/2003: Moreirense
Desde 2003: Vitória de Guimarães

.vídeos

Veja nonosso canal no You Tube
todos os vídeos relacionados com o Flávio.



Outros vídeos:

Declarações à GuimarãesTV

Reportagem RTP - Trio de Ataque

O capitão mais feliz do mundo

.o que dizem dele...

 

"O Flávio é o melhor
jogador que já treinei"
,

Manuel Machado 

 

"O Flávio é o melhor capitão
que tive em 25 anos de carreira.
Não que os outros não fossem bons,
mas ele é melhor,
porque além de tudo
é um colega."

Manuel Cajuda

 

"Nuno Santos aproveitou a
entrevista do jornal "O Vitória"
para falar de um atleta que o
impressionou pela positiva.
Nuno deixa aqui bem patente a
admiração por Flávio e enaltece
o peso do capitão no balneário:
"Quando cá cheguei, ouvi muitas
pessoas a dizer que o Flávio
estava há demasiado tempo no
Vitória. Dá-me vontade de rir,
porque as pessoas não fazem ideia
da importância do nosso capitão
dentro do balneário.
Ele é grande em tudo.
Transporta a mística do clube, integra
os que chegam, orienta os miúdos
e, além de tudo isto, dá a vida pelo
Vitória.

O Flávio, assim como o Moreno,
devem ser preservados, porque são
eles a alma do Vitória.
São os capitães na verdadeira acepção
da palavra. É um enorme prazer conviver
diariamente com gente desta natureza."
Nuno Santos (Jogador do VitóriaSC)

 

"Há um certo peso naquilo que eu digo,
tal como há no Flávio. Ele é a verdadeira
representatividade da massa associativa
dentro do campo, com o seu espírito guerreiro.
Capitão melhor do que ele não poderia haver,
é um capitão com propriedade porque se trata
de uma pessoa fantástica, um verdadeiro líder
que puxa sempre para cima."
Nilson (Jogador VitóriaSC)

.destaque Revista J

.Participe!

Qualquer dúvida, sugestão ou mensagem
que queira deixar neste blog por favor
utilize o nosso e-mail.

 

flaviomeireles26@sapo.pt

.links

.Novembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.arquivos

.número de visitas

.fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds