Domingo, 14 de Setembro de 2008

Ser capitão é...

 

“Ser capitão do Vitória é um orgulho”. Esta parece ser a frase que reúne os três senhores que se seguem. Num trabalho preparado pelo site do Vitória Sport Clube, Flávio Meireles, Allan Cocato e Pedro Silva, mostram o que sentem quando usam a braçadeira vitoriana. Numa mistura de orgulho e responsabilidade nasce o sentido de liderança que o mundo do desporto exige. Mas, para eles, capitanear não significa mandar. No dicionário que usam dentro do balneário, as palavras mais procuradas são: união, paixão e responsabilidade.

 

 

 

 

“Chegar a capitão deste clube é o auge da minha carreira”

No futebol, o capitão dispensa apresentações. É nele que os adeptos confiam, é a ele que os colegas recorrem sempre que necessário. Flávio Meireles é o jogador-modelo do futebol vitoriano. Formado no clube, transporta a mística do clube como ninguém. E, é nesta responsabilidade que Flávio encontra o sentido de ser capitão. Por tratar-se “de um clube diferente”, a responsabilidade é ainda maior. Por isso, “chegar a capitão deste clube é um motivo de orgulho, um privilégio único, posso dizer que é o auge da minha carreira”. O capitão é conhecido pela garra que demonstra em campo e pela entrega em todos os jogos. Os jovens que chegam ao clube jamais esquecem o capitão e Flávio sente-se honrado por isso. “Acima de tudo, preocupo-me em receber bem os jogadores que chegam pela primeira vez ao clube e à cidade, tento fazer com que se sintam em casa”, comentou. Flávio Meireles é, hoje, um capitão mais racional, mas assume que nem sempre é fácil manter o sangue-frio. Para o número 26, “já foi mais difícil controlar as emoções, agora, penso mais em prol da equipa”, porque o capitão sabe que se agir com o coração, “quem sai prejudicada é a equipa”. “Ao longo dos anos vamos ganhando maturidade. Eu vivia muito os conflitos dentro de campo e isso tira-nos algum discernimento. Agora consigo ser mais racional, salvo raras excepções, como aquela que se viveu em Basileia”, contou.

 

 

O capitão vitoriano confessou já ter vivido algumas situações difíceis, porque, como o próprio afirma “é complicado estar, durante um ano, com 25 jogadores diferentes”. “A união do grupo é meio caminho andado para o sucesso da equipa e, felizmente, o Vitória tem conseguido formar um bom balneário”, admitiu. Para o capitão, o seu principal papel reside na ligação entre os jogadores e o treinador. “ O capitão será sempre a voz do treinador em campo e, por isso, as ideias do capitão e do treinador têm de estar muito bem ligadas. O treinador precisa de sentir que tem uma pessoa, dentro de campo, capaz de resolver as situações”, concluiu.

 

 

Reportagem e fotografias Site Oficial VitóriaSC

publicado por CláudiaBragança às 20:20
link do post | comentar | favorito
|

.il capitano

Flávio Miguel Magalhães Sousa Meireles
Data de nascimento: 03/10/1976
Altura: 1,87m
Peso: 88 kg
Posição: Médio-defensivo
Número da camisola: 26
Nacionalidade: Portuguesa
Naturalidade: Ribeira de Pena
Residência: Guimarães

Trajectória:
1996/97: Moreirense
1997/98: Moreirense / Fafe
1998/2000: Fafe
2000/2003: Moreirense
Desde 2003: Vitória de Guimarães

.vídeos

Veja nonosso canal no You Tube
todos os vídeos relacionados com o Flávio.



Outros vídeos:

Declarações à GuimarãesTV

Reportagem RTP - Trio de Ataque

O capitão mais feliz do mundo

.o que dizem dele...

 

"O Flávio é o melhor
jogador que já treinei"
,

Manuel Machado 

 

"O Flávio é o melhor capitão
que tive em 25 anos de carreira.
Não que os outros não fossem bons,
mas ele é melhor,
porque além de tudo
é um colega."

Manuel Cajuda

 

"Nuno Santos aproveitou a
entrevista do jornal "O Vitória"
para falar de um atleta que o
impressionou pela positiva.
Nuno deixa aqui bem patente a
admiração por Flávio e enaltece
o peso do capitão no balneário:
"Quando cá cheguei, ouvi muitas
pessoas a dizer que o Flávio
estava há demasiado tempo no
Vitória. Dá-me vontade de rir,
porque as pessoas não fazem ideia
da importância do nosso capitão
dentro do balneário.
Ele é grande em tudo.
Transporta a mística do clube, integra
os que chegam, orienta os miúdos
e, além de tudo isto, dá a vida pelo
Vitória.

O Flávio, assim como o Moreno,
devem ser preservados, porque são
eles a alma do Vitória.
São os capitães na verdadeira acepção
da palavra. É um enorme prazer conviver
diariamente com gente desta natureza."
Nuno Santos (Jogador do VitóriaSC)

 

"Há um certo peso naquilo que eu digo,
tal como há no Flávio. Ele é a verdadeira
representatividade da massa associativa
dentro do campo, com o seu espírito guerreiro.
Capitão melhor do que ele não poderia haver,
é um capitão com propriedade porque se trata
de uma pessoa fantástica, um verdadeiro líder
que puxa sempre para cima."
Nilson (Jogador VitóriaSC)

.destaque Revista J

.Participe!

Qualquer dúvida, sugestão ou mensagem
que queira deixar neste blog por favor
utilize o nosso e-mail.

 

flaviomeireles26@sapo.pt

.links

.Novembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.arquivos

.número de visitas

.fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds