Terça-feira, 15 de Julho de 2008

Vitória perde primeiro jogo na ObiCup


                                                                                         (Foto: O Jogo)


Palco da primeira Taça dos Campeões Europeus conquistada pelo Benfica, em 1961, o antigo Estádio Wankdorf, rebaptizado Estádio da Suíça, quase coleccionou um novo êxito histórico de uma equipa portuguesa. Impulsionado por um milhar de adeptos emigrantes, o Guimarães entrou fortíssimo no Torneio OBI Cup, batendo-se de igual para igual com o poderoso Wolfsburgo, e só perto fim o adversário alemão chegou à vitória, justificando de uma forma microscópica o favoritismo que o rodeava por disputar a competitiva Bundesliga, por ter conseguido o apuramento para a Taça UEFA, pelos 25 milhões euros que gastou só em reforços e, por fim, por aquele ter sido o seu sétimo jogo de preparação para a nova época. Nada parecia verdade. A armada vitoriana superou as expectativas, sendo quase irrelevante a derrota. Melhor ainda, chegou a soar a injustiça, quando o marcador funcionou para o lado do adversário germânico, pois, no primeiro tempo, Christian Gentner até salvou sobre a linha um golo quase certo de Sereno.
A explosão de alegria dos adeptos alemães no momento do inesperado golo do brasileiro Grafite funcionou quase como uma catarse depois de tantos minutos de vexame. Com pouco mais de duas semanas de preparação e sem nenhum jogo no conta-quilómetros da pré-época, os minhotos apresentaram-se compactos e bem ligados nos seus sectores, revelando, ao mesmo tempo, uma saúde física notável. Até Wênio, a única cara nova no onze da primeira parte, parecia jogar ali há muito tempo. Uma agradável ilusão que se prolongou com as entradas de Gregory e Jean Coral. Quanto aos repetentes, nota alta para todos, com João Alves e Desmarets a evidenciarem uma classe que já vem de longe. A equipa regressa terça-feira a Berna para defrontar o Botafogo (derrotado pelo Young Boys) no jogo de atribuição do terceiro e quarto lugares do quadrangular.

Por Pedro Rocha no jornal O Jogo

 

Ficha de jogo
Vitória 0 - 1 Wolfsburgo
(Grafite 82')

Competição: ObiCup
Estádio: Estádio da Suiça, Berna
Árbitro: 
Cyril Zimmermann

Vitória SC
Nilson, Andrezinho, Moreno, Sereno, Momha, Flávio Meireles, João Alves, Wênio, Fajardo, Roberto e Desmarets
Jogaram ainda: Serginho, Marquinho, Jean Coral, Paulo Henrique, Gregory e Carlitos
Treinador: Manuel Cajuda

Wolfsburgo
André Lenz, Adlung, Madlung, Ricardo Costa, Shafer; Gentner, Josué, Misimovic, Marcelinho, Grafite e Saglik 
Jogaram ainda: Rodrigo Alvim, Diego Benaglio, Baier, Dzeko e Riether
Treinador: Félix Magath

Cartões amarelos: -
Cartões vermelhos: -

publicado por CláudiaBragança às 15:13
link do post | comentar | favorito
|

.il capitano

Flávio Miguel Magalhães Sousa Meireles
Data de nascimento: 03/10/1976
Altura: 1,87m
Peso: 88 kg
Posição: Médio-defensivo
Número da camisola: 26
Nacionalidade: Portuguesa
Naturalidade: Ribeira de Pena
Residência: Guimarães

Trajectória:
1996/97: Moreirense
1997/98: Moreirense / Fafe
1998/2000: Fafe
2000/2003: Moreirense
Desde 2003: Vitória de Guimarães

.vídeos

Veja nonosso canal no You Tube
todos os vídeos relacionados com o Flávio.



Outros vídeos:

Declarações à GuimarãesTV

Reportagem RTP - Trio de Ataque

O capitão mais feliz do mundo

.o que dizem dele...

 

"O Flávio é o melhor
jogador que já treinei"
,

Manuel Machado 

 

"O Flávio é o melhor capitão
que tive em 25 anos de carreira.
Não que os outros não fossem bons,
mas ele é melhor,
porque além de tudo
é um colega."

Manuel Cajuda

 

"Nuno Santos aproveitou a
entrevista do jornal "O Vitória"
para falar de um atleta que o
impressionou pela positiva.
Nuno deixa aqui bem patente a
admiração por Flávio e enaltece
o peso do capitão no balneário:
"Quando cá cheguei, ouvi muitas
pessoas a dizer que o Flávio
estava há demasiado tempo no
Vitória. Dá-me vontade de rir,
porque as pessoas não fazem ideia
da importância do nosso capitão
dentro do balneário.
Ele é grande em tudo.
Transporta a mística do clube, integra
os que chegam, orienta os miúdos
e, além de tudo isto, dá a vida pelo
Vitória.

O Flávio, assim como o Moreno,
devem ser preservados, porque são
eles a alma do Vitória.
São os capitães na verdadeira acepção
da palavra. É um enorme prazer conviver
diariamente com gente desta natureza."
Nuno Santos (Jogador do VitóriaSC)

 

"Há um certo peso naquilo que eu digo,
tal como há no Flávio. Ele é a verdadeira
representatividade da massa associativa
dentro do campo, com o seu espírito guerreiro.
Capitão melhor do que ele não poderia haver,
é um capitão com propriedade porque se trata
de uma pessoa fantástica, um verdadeiro líder
que puxa sempre para cima."
Nilson (Jogador VitóriaSC)

.destaque Revista J

.Participe!

Qualquer dúvida, sugestão ou mensagem
que queira deixar neste blog por favor
utilize o nosso e-mail.

 

flaviomeireles26@sapo.pt

.links

.Novembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.arquivos

.número de visitas

.fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds