Sábado, 22 de Março de 2008

Capitão fala do seu "melhor Vitória", ao MaisFutebol

 

Flávio Meireles: «V. Guimarães está preparado para sete finais»
[2008/03/21 | 23:05] Carlos Manuel Freitas

Flávio Meireles sente realizar «a melhor época» de uma carreira já longa pelos campos de futebol. Em entrevista ao MaisFutebol, o Capitão do V. Guimarães destaca os aspectos essenciais de uma temporada que corre especialmente bem e dá voz ao sonho da melhor equipa que integrou na Cidade Berço.

A crítica avalizada aponta-o como um dos melhores da Liga a jogar à frente da defesa. Surpreende-o?
Deixa-me cheio de orgulho.
Sendo capitão, onde colocaria esta época a título individual?
Sem sombra de dúvidas é a melhor época desde que me lembro de jogar futebol. Com o que o Vitória realiza em termos colectivos, qualquer jogador sobressai mais, mas é a minha melhor época, o meu melhor Vitória.
Tem apenas 4 amarelos na folha disciplinar e evitou o 5o cartão em batalhas intensas a exigir autoridade como, por exemplo, Braga e Sporting. Um comportamento brilhante?
Era visto como um jogador muito faltoso, quezilento e foi um dos aspectos que tentei trabalhar. Já devia ter sido há mais épocas atrás, mas ainda vou a tempo e só tenho a beneficiar com isso. Quatro amarelos nesta altura da época é um feito inédito. Estou contente. Não preciso entrar no jogo que entrava antigamente para a equipa sair beneficiada em determinados aspectos. Evito mais o choque e há sempre certas faltas que é preciso fazer naquela zona, mas a equipa trabalha muito e defendemos bem desde a linha avançada. Quando a bola chega mais atrás, já o nosso trabalho fica mais facilitado. A equipa toda tem o seu dedinho de importância. Depois, mentalmente, comecei a entrar em campo para tentar fazer outros exercícios mais concentrados no que deveria ser o meu trabalho no sentido colectivo e também amadureci.
Fez parte do V. Guimarães europeu de Manuel Machado em 2004. São equipas comparáveis?
Essa equipa era muito boa em termos colectivos e muito forte em termos individuais. Tinha jogadores com muita experiência, tarimbados e com muito calo. Na altura não jogávamos um futebol tão atractivo, era um futebol mais defensivo e com base no erro do adversário. Hoje, o futebol do Vitória é muito mais atractivo, está à vista de toda a gente. Somos um colectivo muito forte e procuramos sempre ganhar. É diferente, melhor.
Como é que o plantel vive a melhor fase de uma época extraordinária?
Melhor é impossível, o plantel respira saúde, confiança, moral e apercebe-se que tem maior responsabilidade. Fomos nós que a criamos com o nosso desempenho e gostamos de trabalhar com toda esta envolvência à nossa volta. O grupo está mais unido do que nunca e preparado para as sete finais.

 

Flávio Meireles: «Champions não pesa no balneário»
[2008/03/21 | 23:12] Carlos Manuel Freitas

Flávio Meireles fixa a meta numa prova europeia que não admite perder, sem advir fracasso da intromissão na luta do 2º lugar na Bwin Liga. O médio do V. Guimarães destaca ainda que o clube caminha para uma inevitabilidade: «Ser grande»

Até onde vai a ambição deste Vitória? Sentem-se confortáveis com a possibilidade da Champions?
A Champions não pesa e não afecta o balneário, traz é uma responsabilidade maior. Ninguém está é obcecado com a Liga dos Campeões.
Mas os milhões nunca estiveram tão perto...
Seria um feito e um marco histórico no clube, é verdade, este ano pode-se fazer história, mas não estamos obcecados. Seria frustrante não chegar a uma competição europeia, o nosso objectivo. Estamos no último terço do campeonato e andamos sempre nos lugares que dão acesso. Não me passa pela cabeça falhar uma prova europeia, a Champions aguarda.
Sem advir daí qualquer fracasso, apontam os holofotes para o 2º lugar?
Quero que esta ideia fique bem clara: os sócios do Vitória sonham muito e toda a gente sonha, mas que olhem um bocado para a equipa e tenham consciência que já superamos todas as barreiras e obstáculos. Tudo e mais alguma coisa. Se não ficarmos no 2º ou 3º lugar, as pessoas não podem ficar frustradas. Esta equipa já deu muito e vai dar muito ao V. Guimarães
Há o receio dos adeptos só ficarem satisfeitos com a Champions?
Não, mas penso que a próxima época do Vitória será bem mais complicada do que esta, a todos os níveis. Será bem mais difícil e espero que as pessoas compreendam. A Taça UEFA é o ponto de partida para grande voos do V. Guimarães, agora com a euforia e a paixão que há neste clube é difícil alhear as pessoas de uma possível ida à Champions.
Que avaliação faz da luta pela entrada directa na Europa dos Campeões?
Quando se fala do Benfica e depois salta-se o Vitória e fala-se do Sporting, não ficamos satisfeitos, porque o nosso trabalho não é valorizado. Somos profissionais e quando somos criticados pelo trabalho mal feito, também gostamos de receber o devido valor quando estamos a fazer uma boa campanha. Fala-se que o Vitória está a fazer este campeonato, porque os grandes estão um bocado em baixo. Ninguém dá valor ao nosso trabalho. Logicamente, os dois grandes não estão ao melhor nível, não temos culpa disso. Estamos a fazer o melhor trabalho e a traduzir o nosso valor numa classificação muito acima das expectativas. Não é por eles perderem que o Vitória deixa de jogar o seu bom futebol ou ser uma equipa competitiva.
O facto de aparecerem como um «outsider» catalisa ainda mais o espírito de conquista?
Exactamente! Somos um «outsider» no que diz respeito à Liga dos Campeões, não é o nosso objectivo. Estamos no 2º lugar e tudo faremos para o defender, não vamos estar agora a pensar em defender a 5ª ou 6ª posição. Obviamente, sabemos que as nossas armas não são tão fortes como Benfica e Sporting, esses sim, é que apostam tudo nesses lugares, mas lutaremos com as armas que temos. O principal objectivo passa por uma ida a uma competição europeia.
A distância do Vitória para Benfica e Sporting tornou-se menos acentuada. É um factor de equilíbrio para a corrida à liga milionária?
O Benfica e o Sporting fizeram equipas para lutar por títulos e por essa competição. Espero que a luta não seja desigual quando o campeonato chegar mais perto do fim e que tudo seja decidido dentro do campo. O futebol está a melhorar, devagarinho, mas está a melhorar. Sabemos que os dois grandes têm muita força, mas o Vitória caminha com passos bem fortes para também ser um grande.

 

Flávio Meireles: «A vedeta do V. Guimarães é o colectivo»
[2008/03/21 | 23:07] Carlos Manuel Freitas

O trabalho formidável que o V. Guimarães está a fazer na Bwin Liga «é fácil» de explicar aos olhos de Flávio Meireles. O médio de cobertura destaca «o dedo que encaixou tudo na perfeição» e garante que a equipa vai durar até ao fim.

Qual é o segredo e a fórmula do êxito deste Vitória?
É fácil, o balneário. Com os anos que tenho de futebol nunca encontrei um igual. Brruu, quer os que jogam ou não jogam, é tudo a remar para o mesmo lado. Nunca vi uma equipa tão solidária, quer nos bons ou maus momentos. Alguns é a primeira vez que jogam a este nível, outros, são experientes. Formou-se um grupo de uma força indescritível. Sem grandes craques, a vedeta do Vitória é o colectivo. Com as vivências que tenho de muitos anos no futebol, só com um grande grupo se atinge os objectivos propostos. Graças a Deus, a Direcção e equipa técnica foram excelentes. Parece que foram todos escolhidos a dedo e encaixou tudo na perfeição. É, sem dúvida, a grande arma do Vitória.

Estão orgulhosos com o prestígio reconquistado?
Ganharmos o respeito que o Vitória tinha perdido. Estamos muito satisfeitos por recolocar o clube no lugar que merece. Não queremos defraudar as pessoas, ficamos felizes por dentro, mas não exteriorizamos, nem podemos festejar muito. No final do campeonato queremos dizer: dever cumprido.
Depois da impensável descida de divisão que o clube capitalizou com um crescimento renovado, será um estímulo importante voltar à Europa do futebol?
A descida de divisão marcou e deixou marcas. A descida nunca será boa para a história, só que o clube foi inteligente e conseguiu capitalizar essa descida. Estivemos na Liga Vitalis e nunca vi o clube-cidade tão unido e a crescer a todos os níveis. O Vitória é um clube à parte.
Será uma vantagem o V. Guimarães surgir com os níveis anímicos no máximo e os adversários por baixo?
O Benfica e o Sporting estão aquém das expectativas. Neste momento, a 16 e/ou 20 pontos do líder é uma coisa que já não acontecia. Não é bom para o futebol português esta decalage e tira emotividade ao campeonato, mas o nosso mérito tem de ser reforçado, porque estamos a superar todas as expectativas. Com o mal dos outros podemos nós bem e temos de aproveitar a boa fase em que estamos.
Inesperadamente, os cálculos podem variar, na certeza das dificuldades de sete jornadas que vêm aí?
Será uma luta tremenda para todos, porque estamos na 2ª posição e temos de olhar a que um mau jogo, uma derrapagem atira uma equipa para baixo. Do 2º ao 6º, 7º, a diferença de pontos não é muita. Isto pode embrulhar outra vez de uma maneira muito grande. Portanto, temos de ter cautelas realistas nas contas, porque há muito ponto em disputa. Não queremos que qualquer quebra aconteça e temos de ser calculistas.
Teremos um V. Guimarães em contínua superação?
A equipa nunca oscilou e quando muita gente ainda estará à espera de que o Vitória seja capaz de cair nestes últimos jogos, desde a pré-época que assim foi, o Vitória vai manter a regularidade, porque trabalha para isso e já está preparado para não cair deste nível. Foi uma coisa que sempre se combateu, treinou, falou: a nossa possível quebra que felizmente nunca existiu, nem vai existir
Segue-se o Marítimo, um confronto entre dois aspirantes às provas internacionais. Mais do que difícil?
Extremamente difícil. Tanto para nós, que queremos consolidar uma posição, como para eles, um adversário directo que pretende ocupar um lugar de acesso às competições europeias. O Marítimo é das boas equipas do nosso futebol, muito bem estruturado e joga um futebol muito atractivo. Sabe o que está a fazer dentro de campo. Teremos um dos jogos mais difíceis da época na próxima sexta-feira. No entanto, não me lembro de fazer um campeonato em casa tão bom como este. Temos sido muito fortes e esperamos continuar assim, porque a nossa casa é o ponto de partida para as vitórias.

In:MaisFutebol

publicado por CláudiaBragança às 16:28
link do post | comentar | favorito
|

.il capitano

Flávio Miguel Magalhães Sousa Meireles
Data de nascimento: 03/10/1976
Altura: 1,87m
Peso: 88 kg
Posição: Médio-defensivo
Número da camisola: 26
Nacionalidade: Portuguesa
Naturalidade: Ribeira de Pena
Residência: Guimarães

Trajectória:
1996/97: Moreirense
1997/98: Moreirense / Fafe
1998/2000: Fafe
2000/2003: Moreirense
Desde 2003: Vitória de Guimarães

.vídeos

Veja nonosso canal no You Tube
todos os vídeos relacionados com o Flávio.



Outros vídeos:

Declarações à GuimarãesTV

Reportagem RTP - Trio de Ataque

O capitão mais feliz do mundo

.o que dizem dele...

 

"O Flávio é o melhor
jogador que já treinei"
,

Manuel Machado 

 

"O Flávio é o melhor capitão
que tive em 25 anos de carreira.
Não que os outros não fossem bons,
mas ele é melhor,
porque além de tudo
é um colega."

Manuel Cajuda

 

"Nuno Santos aproveitou a
entrevista do jornal "O Vitória"
para falar de um atleta que o
impressionou pela positiva.
Nuno deixa aqui bem patente a
admiração por Flávio e enaltece
o peso do capitão no balneário:
"Quando cá cheguei, ouvi muitas
pessoas a dizer que o Flávio
estava há demasiado tempo no
Vitória. Dá-me vontade de rir,
porque as pessoas não fazem ideia
da importância do nosso capitão
dentro do balneário.
Ele é grande em tudo.
Transporta a mística do clube, integra
os que chegam, orienta os miúdos
e, além de tudo isto, dá a vida pelo
Vitória.

O Flávio, assim como o Moreno,
devem ser preservados, porque são
eles a alma do Vitória.
São os capitães na verdadeira acepção
da palavra. É um enorme prazer conviver
diariamente com gente desta natureza."
Nuno Santos (Jogador do VitóriaSC)

 

"Há um certo peso naquilo que eu digo,
tal como há no Flávio. Ele é a verdadeira
representatividade da massa associativa
dentro do campo, com o seu espírito guerreiro.
Capitão melhor do que ele não poderia haver,
é um capitão com propriedade porque se trata
de uma pessoa fantástica, um verdadeiro líder
que puxa sempre para cima."
Nilson (Jogador VitóriaSC)

.destaque Revista J

.Participe!

Qualquer dúvida, sugestão ou mensagem
que queira deixar neste blog por favor
utilize o nosso e-mail.

 

flaviomeireles26@sapo.pt

.links

.Novembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.arquivos

.número de visitas

.fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds