Terça-feira, 18 de Setembro de 2007

Vitória SC 1-0 Nacional da Madeira

                                                                   Foto:VitóriaSempre

 


Targino aproveitou a ausência de oposição para, numa segunda vez, alvejar a baliza contrária, conseguindo fazê-lo com êxito. Diego bem tentou opôr-se, mas o "míssil" lançado pelo atacante vitoriano era indefensável e serviu para materializar a gritante superioridade dos vimaranenses, conquistada após a injustificada expulsão de Patacas, aos 23’. Este foi, aliás, o momento de viragem do jogo, que tinha sido até então repartido. Na sequência deste triunfo, o Guimarães subiu ao sexto lugar, em igualdade pontual com o Setúbal e Braga. No sentido inverso foi o caminho do Nacional, que desceu ao penúltimo posto, no grupo dos que só somam dois pontos.
O facto de os vitorianos contarem por empates os três jogos anteriores colocou-os numa situação de alguma ansiedade, apesar da aparente tranquilidade que deixavam passar, e daí o início de jogo algo periclitante, demorando a assumir as despesas do jogo, o que apenas conseguiram de uma forma plena após se encontrarem em vantagem numérica, apesar de, a partir do primeiro quarto-de-hora, se notasse essa intenção. De imediato (32’) Manuel Cajuda procurou transmitir uma maior dinâmica ofensiva à sua equipa, com a troca de um trinco (Flávio Meireles) por um jogador de características ofensivas (Desmarets); pouco depois, ao intervalo, trocou o lateral-esquerdo Luciano Amaral pelo ponta-de-lança Felipe.
E assistiu-se a um interminável caudal de jogo ofensivo dos vitorianos, ora pelo flanco esquerdo ora pelo direito, onde surgiam Fajardo e Carlitos (mais tarde também Targino), mas também o consequente desperdício de soberanas ocasiões, quase sempre através de Miljan, em noite de franca desinspiração na finalização. Ao invés, Nacional apostou numa toada defensiva e raras foram as vezes que conseguiu importunar a defesa contrária, excepção feita aos livres de Juliano, cuja execução chegou a provocar calafrios no último reduto da casa. Até que, depois de Miljan ter esbarrado a bola no corpo de Diego (73’), Targino deu cor à festa...

Crónica: "O Jogo"

Ficha de jogo

Vitória SC 1-0 Nacional da Madeira
( Targino 81')

Competição: BWinLiga (4ª jornada)
Estádio: D. Afonso Henriques, Guimarães
Árbitro: Artur Soares Dias

.

Vitória SC
Nilson, Andrézinho, Geromel, Sereno, Luciano (45'), Flávio (37'), João Alves, Fajardo, Ghilas (62'), Carlitos, Miljan. 
Jogaram ainda: Desmarets (37'), Felipe (45') e Targino (62')  
Treinador: Manuel Cajuda

.

Nacional da Madeira
Diego, Patacas, Ricardo Fernandes, Cardozo, Alonso, Cléber, Bruno Amaro (85'), Juliano, Zé Vítor, Rodrigo (42') e Fellype Gabriel (76')
Jogaram ainda: João Moreira (42'), Edu Sales (76') e Lipatin (85') 
Treinador: Jokanovic

Avaliação
(2) Flávio Meireles
Por razões tácticas, saiu ainda antes do intervalo. Até ser substituído, aos 38’, estava a desempenhar razoavelmente o papel de recuperador e destruidor.
In: O Jogo

Resumo
Veja aqui o resumo desta partida.

publicado por CláudiaBragança às 15:23
link do post | comentar | favorito
|

.il capitano

Flávio Miguel Magalhães Sousa Meireles
Data de nascimento: 03/10/1976
Altura: 1,87m
Peso: 88 kg
Posição: Médio-defensivo
Número da camisola: 26
Nacionalidade: Portuguesa
Naturalidade: Ribeira de Pena
Residência: Guimarães

Trajectória:
1996/97: Moreirense
1997/98: Moreirense / Fafe
1998/2000: Fafe
2000/2003: Moreirense
Desde 2003: Vitória de Guimarães

.vídeos

Veja nonosso canal no You Tube
todos os vídeos relacionados com o Flávio.



Outros vídeos:

Declarações à GuimarãesTV

Reportagem RTP - Trio de Ataque

O capitão mais feliz do mundo

.o que dizem dele...

 

"O Flávio é o melhor
jogador que já treinei"
,

Manuel Machado 

 

"O Flávio é o melhor capitão
que tive em 25 anos de carreira.
Não que os outros não fossem bons,
mas ele é melhor,
porque além de tudo
é um colega."

Manuel Cajuda

 

"Nuno Santos aproveitou a
entrevista do jornal "O Vitória"
para falar de um atleta que o
impressionou pela positiva.
Nuno deixa aqui bem patente a
admiração por Flávio e enaltece
o peso do capitão no balneário:
"Quando cá cheguei, ouvi muitas
pessoas a dizer que o Flávio
estava há demasiado tempo no
Vitória. Dá-me vontade de rir,
porque as pessoas não fazem ideia
da importância do nosso capitão
dentro do balneário.
Ele é grande em tudo.
Transporta a mística do clube, integra
os que chegam, orienta os miúdos
e, além de tudo isto, dá a vida pelo
Vitória.

O Flávio, assim como o Moreno,
devem ser preservados, porque são
eles a alma do Vitória.
São os capitães na verdadeira acepção
da palavra. É um enorme prazer conviver
diariamente com gente desta natureza."
Nuno Santos (Jogador do VitóriaSC)

 

"Há um certo peso naquilo que eu digo,
tal como há no Flávio. Ele é a verdadeira
representatividade da massa associativa
dentro do campo, com o seu espírito guerreiro.
Capitão melhor do que ele não poderia haver,
é um capitão com propriedade porque se trata
de uma pessoa fantástica, um verdadeiro líder
que puxa sempre para cima."
Nilson (Jogador VitóriaSC)

.destaque Revista J

.Participe!

Qualquer dúvida, sugestão ou mensagem
que queira deixar neste blog por favor
utilize o nosso e-mail.

 

flaviomeireles26@sapo.pt

.links

.Novembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.arquivos

.número de visitas

.fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds