Segunda-feira, 4 de Junho de 2007

"Os jogadores foram verdadeiros campeões"

 

"Os jogadores foram verdadeiros campeões"

Víctor Jorge Oliveira

Aos 30 anos, Flávio Meireles é um dos jogadores mais emblemáticos do Guimarães e foi figura preponderante no regresso dos minhotos à Liga. Desde que mereceu a titularidade por parte de Manuel Cajuda, o Vitória nunca mais perdeu qualquer jogo, somando sucessos até à festa mais desejada pelos adeptos, que coroou uma recuperação espectacular. Como prémio, o médio vai continuar na Cidade-Berço por mais três temporadas

Flávio Meireles, capitão do Vitória, rejubilou com o regresso do clube de coração ao convívio dos grandes. Após a descida do emblema minhoto à Liga de Honra, foi dos atletas que não fugiu às responsabilidades, optando por permanecer na Cidade-Berço. Justificando o estatuto de "guerreiro", foi uma das peças fulcrais nas opções da equipa técnica e, desde que Manuel Cajuda lhe deu a titularidade, à 18.ª jornada, em Penafiel, o Vitória nunca mais perdeu.



JN| Foi o primeiro a renovar contrato. Satisfeito pelo reconhecimento da direcção e do treinador?
Flávio Meireles|
Foi um convite que me sensibilizou. Disseram-me que seria o primeiro a renovar e foi um sinal de que ficaram satisfeitos com o meu trabalho. Sempre dei e quero dar o meu máximo a este clube.
Desde que entrou na equipa, o Vitória nunca perdeu. Foi um contributo importante?
Não quero analisar isso nessa perspectiva, pois um só jogador não ganha jogos. É verdade que entrei numa fase difícil, mas o mérito é de todos os jogadores. É um dado curioso, mas penso ter sido uma coincidência feliz. Ainda bem que assim foi, pois o Vitória fazia falta à Liga.

Manuel Cajuda foi o principal responsável pelo êxito?
Teve um papel super importante, quer pela motivação que deu aos jogadores, quer pelos métodos utilizados. Num momento difícil, foi o grande comandante do barco.

Como capitão da equipa, foi difícil gerir o balneário nos momentos negativos?
Foi muito complicado. Quando estivemos no 11.º lugar, a 13 pontos do primeiro, não foi nada fácil motivar os colegas. Os jogadores foram uns verdadeiros campeões, nunca baixamos os braços e, por isso, sinto-me muito orgulhoso.
Como justifica o mau início de campeonato?
Talvez pelo facto de terem entrado muitos jogadores novos. Foi um campeonato de muito contacto físico, a adaptação custou muito e, depois e termos dado uma primeira volta de avançado, conseguimos cumprir o que os sócios esperavam de nós. Eles, mais do que nós, merecem estar na primeira liga.
Chegou a pensar que a subida não seria possível?
Não vou dizer que não. Quem esteve a 13 pontos do objectivo e olhava para o jornal como eu, pensava sempre em todas as soluções. Todos os dias chegava ao complexo, olhava para os meus colegas e sentia que, com trabalho, chegaríamos às posições pretendidas. Valeu a pena pensar assim, pois após vários meses de sofrimento, demos a alegria que os sócios mereciam.
A recepção dos adeptos, no largo do Toural, acabou por compensar o sofrimento?
É uma recepção digna e só ao alcance de poucos clubes. Fiquei muito orgulhoso com o reconhecimento da massa associativa. Foi uma recepção calorosa e um momento que ficará para mais tarde recordar.

 

In: "Jornal de Notícias"

publicado por CláudiaBragança às 23:29
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De digaz a 5 de Junho de 2007 às 15:24
este flavio é 9o maior caceteiro do futebol português. Não corre nada, só dáporrada, qualidde técnica=o ! ainda assim é o ídolo...de quem quer q seja...
De CláudiaBragança a 5 de Junho de 2007 às 22:24
antes de mais obrigada pela visita e pelo comentário, digaz.
respondendo agora...
opiniões todos temos. fundamentadas ou não, todas as temos e com direito.
com a sua não concordo, mas respeito como qualquer outra que aqui deixam.
agora, a questão do ídolo vai-me desculpar mas nem sequer mexe. nem sequer pronuncia. porque é uma coisa pessoal demais, forte demais, para sequer ser questionada. seja por quem for. muito menos por uma pessoa que nem sequer conheço.
por isso, respeito e agradeço as opiniões que queira deixar neste espaço, a partir do momento que o respeite e que respeite qualquer sentimento à volta dele.
porque se não gosta, o remédio é simples, deixa de lado.
cumprimentos.
De Aurélie Costa a 6 de Junho de 2007 às 17:49
Temos um grande capitão, parabéns ao Flávio e obrigada por nunca se esquecer de nós os adeptos como se vi na entrevista. Vitória até morrer!!!
De Marta a 15 de Fevereiro de 2008 às 22:55
Temos um capitão que, além de ser um óptimo jogador, tem perfil e atidute de tal, é um homem suer atraente e charmoso...
sempre contigo Flávio..
VITÓRIA SEMPRE

Comentar post

.il capitano

Flávio Miguel Magalhães Sousa Meireles
Data de nascimento: 03/10/1976
Altura: 1,87m
Peso: 88 kg
Posição: Médio-defensivo
Número da camisola: 26
Nacionalidade: Portuguesa
Naturalidade: Ribeira de Pena
Residência: Guimarães

Trajectória:
1996/97: Moreirense
1997/98: Moreirense / Fafe
1998/2000: Fafe
2000/2003: Moreirense
Desde 2003: Vitória de Guimarães

.vídeos

Veja nonosso canal no You Tube
todos os vídeos relacionados com o Flávio.



Outros vídeos:

Declarações à GuimarãesTV

Reportagem RTP - Trio de Ataque

O capitão mais feliz do mundo

.o que dizem dele...

 

"O Flávio é o melhor
jogador que já treinei"
,

Manuel Machado 

 

"O Flávio é o melhor capitão
que tive em 25 anos de carreira.
Não que os outros não fossem bons,
mas ele é melhor,
porque além de tudo
é um colega."

Manuel Cajuda

 

"Nuno Santos aproveitou a
entrevista do jornal "O Vitória"
para falar de um atleta que o
impressionou pela positiva.
Nuno deixa aqui bem patente a
admiração por Flávio e enaltece
o peso do capitão no balneário:
"Quando cá cheguei, ouvi muitas
pessoas a dizer que o Flávio
estava há demasiado tempo no
Vitória. Dá-me vontade de rir,
porque as pessoas não fazem ideia
da importância do nosso capitão
dentro do balneário.
Ele é grande em tudo.
Transporta a mística do clube, integra
os que chegam, orienta os miúdos
e, além de tudo isto, dá a vida pelo
Vitória.

O Flávio, assim como o Moreno,
devem ser preservados, porque são
eles a alma do Vitória.
São os capitães na verdadeira acepção
da palavra. É um enorme prazer conviver
diariamente com gente desta natureza."
Nuno Santos (Jogador do VitóriaSC)

 

"Há um certo peso naquilo que eu digo,
tal como há no Flávio. Ele é a verdadeira
representatividade da massa associativa
dentro do campo, com o seu espírito guerreiro.
Capitão melhor do que ele não poderia haver,
é um capitão com propriedade porque se trata
de uma pessoa fantástica, um verdadeiro líder
que puxa sempre para cima."
Nilson (Jogador VitóriaSC)

.destaque Revista J

.Participe!

Qualquer dúvida, sugestão ou mensagem
que queira deixar neste blog por favor
utilize o nosso e-mail.

 

flaviomeireles26@sapo.pt

.links

.Novembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.arquivos

.número de visitas

.fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds