Segunda-feira, 14 de Setembro de 2009

Capitão marca no «regresso»


                                                                                Foto: vitoriasc.pt

 

Crónica

Com mira calibrada a história é diferente

Melo Rosa

Foram três e bem que podiam ter sido mais. O Guimarães tirou a barriga de misérias, ao despachar, com toda a facilidade, uma Naval demasiado inofensiva e a evidenciar que, além de mudar de treinador, também precisa de mudar de atitude, para não dizer de jogadores.
Curiosamente, na última vez que tinha ganho e marcado, o Guimarães fez três golos. Foi na última jornada da época passada, quando derrotou a Académica por 3-2, com dois dos golos a serem apontados por Roberto. Depois de três jogos em branco, o avançado brasileiro foi o primeiro vitoriano a calibrar a mira, dando o melhor seguimento a um cruzamento de Douglas, com quem fez dupla no ataque.
E é exactamente por esta novidade - apostar em dois avançados com dois alas, Jorge Gonçalves e Targino - que começa a escrever-se uma história diferente na forma de estar do Guimarães: muito mais objectivo, dinâmico e rápido na procura do golo.
Claro que a vida ficou facilitada por ter encontrado um adversário animicamente de rastos que precisa, com urgência, de arrepiar caminho para não passar por um mau bocado. Por muitas alterações que tenha feito Fernando Mira - um autêntico "tapa-furos" na história da Naval desde que em 2005/06 chegou à Liga principal -, a verdade é que quem não tem unhas não pode tocar guitarra.
O que o Guimarães continuou a fazer, depois do golo de Roberto, foi precisamente dar um concerto a solo perante uma massa associativa esfomeada de golos e de vitórias. Depois de três jogos sem marcar e, consequentemente, sem ganhar, Lazzaretti, com uma cabeçada mortífera no princípio da segunda parte, e Flávio Meireles, já a terminar, completaram uma noite colorida. Resta agora saber como vai Nelo Vingada jogar em Matosinhos, na próxima sexta-feira: com Nuno Assis como maestro ou abdicando do denominado organizador de jogo. Uma coisa é certa: este Vitória foi demolidor e mostrou futebol de qualidade. Quanto à Naval, certamente que Aprígio Santos há-de ter trunfos para tirar de um dos muitos chapéus da sua vasta colecção.

Crónica do jornal O Jogo

 

 

Ficha de jogo

Vitória SC 3-0 Naval 1º de Maio
(Roberto 26', Gustavo 51' e Flávio 85')

Competição: Liga Sagres (4ª jornada)
Estádio: D. Afonso Henriques, Guimarães
Arbitragem: João Capela; Ricardo Santos e Pedro Garcia; Pedro Vilaça

Vitória SC
Nilson, Alex, Sereno, Gustavo, Andrezinho, Flávio Meireles, Desmarets, Jorge Gonçalves (Carlitos 83'), Targino, Douglas (Rui Miguel 65') e Roberto (Marquinho 78')
Suplentes não utilizados: Serginho, Moreno, Milhazes e Custódio
Treinador: Nelo Vingada
Golos: Roberto, Gustavo e Flávio Meireles
Cartões amarelos: Roberto (30') e Flávio Meireles (76') 
Cartões vermelhos: -

Naval 1º de Maio
Peiser, Tiago Rannow, Gomis, Diego Ângelo, Zé Mário (Baradji 62'), Lazaroni, Godemèche, Bolívia, Simplício (Alex Hauw 27'), Kerrouche (Tandia 69') e Marinho
Suplentes não utilizados: Jorge Baptista, Lupede, Camora e Davide
Treinador: Fernando Mira
Golos: -
Cartões amarelos: Diego Ângelo (30'), Gomis (40') e Lazaroni (70')
Cartões vermelhos: -

 

 

Avaliação
A prestação do capitão, segundo a imprensa

Flávio Meireles - 7
Foi incansável na recuperação da bola, acabando premiado com a obtenção de um golo, algo que já não fazia há um ano e quatro meses.
O Jogo

Flávio Meireles - 7
Regressou à equipa depois de ter cumprido castigo na Mata Real e cumpriu com as suas funções sendo um esteio do meio-campo funcionando como o primeiro tampão defensivo e responsável pelos primeiros passos do ataque vitoriano. Fez o último golo do encontro.
SportDigital

Flávio Meireles, capitão a toda a linha
Regressou à equipa após ter cumprido castigo (foi expulso frente ao Benfica) e com ele regressou a mística do V. Guimarães. Enorme na luta a meio-campo, fartou-se de ganhar bolas, de parar as ténues investidas do adversário e de empurrar a equipa para a frente. O prémio por tanto esforço chegou aos 86 minutos: de cabeça fez o terceiro golo.
MaisFutebol

 

 

Resumo
Veja aqui o resumo desta partida (GuimarãesTV)

 

publicado por CláudiaBragança às 22:12
link do post | comentar | favorito
|

.il capitano

Flávio Miguel Magalhães Sousa Meireles
Data de nascimento: 03/10/1976
Altura: 1,87m
Peso: 88 kg
Posição: Médio-defensivo
Número da camisola: 26
Nacionalidade: Portuguesa
Naturalidade: Ribeira de Pena
Residência: Guimarães

Trajectória:
1996/97: Moreirense
1997/98: Moreirense / Fafe
1998/2000: Fafe
2000/2003: Moreirense
Desde 2003: Vitória de Guimarães

.vídeos

Veja nonosso canal no You Tube
todos os vídeos relacionados com o Flávio.



Outros vídeos:

Declarações à GuimarãesTV

Reportagem RTP - Trio de Ataque

O capitão mais feliz do mundo

.o que dizem dele...

 

"O Flávio é o melhor
jogador que já treinei"
,

Manuel Machado 

 

"O Flávio é o melhor capitão
que tive em 25 anos de carreira.
Não que os outros não fossem bons,
mas ele é melhor,
porque além de tudo
é um colega."

Manuel Cajuda

 

"Nuno Santos aproveitou a
entrevista do jornal "O Vitória"
para falar de um atleta que o
impressionou pela positiva.
Nuno deixa aqui bem patente a
admiração por Flávio e enaltece
o peso do capitão no balneário:
"Quando cá cheguei, ouvi muitas
pessoas a dizer que o Flávio
estava há demasiado tempo no
Vitória. Dá-me vontade de rir,
porque as pessoas não fazem ideia
da importância do nosso capitão
dentro do balneário.
Ele é grande em tudo.
Transporta a mística do clube, integra
os que chegam, orienta os miúdos
e, além de tudo isto, dá a vida pelo
Vitória.

O Flávio, assim como o Moreno,
devem ser preservados, porque são
eles a alma do Vitória.
São os capitães na verdadeira acepção
da palavra. É um enorme prazer conviver
diariamente com gente desta natureza."
Nuno Santos (Jogador do VitóriaSC)

 

"Há um certo peso naquilo que eu digo,
tal como há no Flávio. Ele é a verdadeira
representatividade da massa associativa
dentro do campo, com o seu espírito guerreiro.
Capitão melhor do que ele não poderia haver,
é um capitão com propriedade porque se trata
de uma pessoa fantástica, um verdadeiro líder
que puxa sempre para cima."
Nilson (Jogador VitóriaSC)

.destaque Revista J

.Participe!

Qualquer dúvida, sugestão ou mensagem
que queira deixar neste blog por favor
utilize o nosso e-mail.

 

flaviomeireles26@sapo.pt

.links

.Novembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.arquivos

.número de visitas

.fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds