Terça-feira, 4 de Agosto de 2009

Troféu Cidade de Guimarães - Vitória em 2º


                                                                                  Foto: vitoriasc.pt

 

Vitória SC 2-0 Portsmouth
(Rui Miguel 54' e Custódio 87')

 

Crónica

Vingaram-se os suplentes

André Morais 

Nunca se poderá falar de vingança, pois uma vitória num jogo amigável não compensa a eliminação da Taça UEFA da época passada. Mas ganhar ao Portsmouth, mesmo com os ingleses bem mais fracos do que no passado, é galvanizador para atacar os altos objectivos a que o Guimarães se propõe.
Entre a certeza de que há muito a afinar para a equipa praticar um futebol verdadeiramente agradável, Nelo Vingada deve ter levado para casa mais algumas dúvidas. O 4x3x3 aparenta ser a base para o que aí vem, mas a equipa tipo terá que incluir alguns dos que ontem foram suplentes. Num exame aquela que esta altura julga ser a equipa mais forte, brilharam as segundas escolhas. Uma espécie de vingança, com o maior grito a ser dado por Rui Miguel. O criativo foi quem mais brilhou e mudou radicalmente o espírito da equipa. Foi muito pela sua acção que o Vitória cresceu para cima do Portsmouth e venceu o primeiro jogo do torneio que organiza e quer vencer. Para isso também é preciso superar o Benfica, precisamente o vencedor da edição anterior.
O futebol vitoriano ainda não é constante. Mas será feito pelas alas e com muita velocidade. Se afinar alguns processos, principalmente a posse de bola, esta equipa tem qualidade para recuperar os êxitos do passado.

Crónica do jornal O Jogo

 

Ficha de jogo

Competição: Troféu Cidade de Guimarães
Estádio: D. Afonso Henriques, Guimarães
Árbitro: Jorge Tavares

Vitória SC
Nilson, Alex, Alencar, Sereno, Milhazes, Flávio Meireles, João Alves, Nuno Assis, Jorge Gonçalves, Douglas e Marquinho
Jogaram ainda: Andrezinho, Santana, Moreno, Mendieta, Custódio, Desmarets, Rui Miguel, Carlitos, Roberto e Targino
Treinador: Nelo Vingada
Golos: Rui Miguel e Custódio
Cartões amarelos: -
Cartões vermelhos: -

Portsmouth
David James, Ward, Craine, Wilson, Hurst, M'bami, Hughes, Conan Hall, Mahoto, Ritchie e Nugent
Jogaram ainda: Begovic, Yassin, Bopp e Kanu
Treinador: Paul Hart
Golos: -
Cartões amarelos: Conan Hall (39' e 52')
Cartões vermelhos: Conan Hall (52')

 


                                      Foto: O Vimaranes

 

Avaliação
A prestação do capitão, segundo a imprensa

Flávio Meireles
Fez a ponte da defesa ao meio-campo, mas depois faltou velocidade aos colegas. No posicionamento é fantástico.
O Jogo

 

 

Resumo do jogo (GuimarãesTV)

 


 

Vitória SC 0-2 SL Benfica
(Weldon 39' e Rúben Amorim 65')

 

Crónica

Soltaram o génio

Sérgio André

Quando falta a rotina venha a magia e os mágicos da Luz apareceram no momento certo para desferirem dois socos no adversário. Duas aberturas soberbas de Nuno Gomes e Aimar deram origem aos golos do contentamento encarnado e valeram o terceiro troféu desta pré-temporada. É verdade que estes prémios têm um valor simbólico, mas qualquer equipa precisa de incentivos para abordar as principais provas com outra motivação. O Benfica parece estar a reconquistar hábitos de vitória e conta com a inspiração das suas principais estrelas, que quando soltam o génio - como aconteceu ontem - conseguem fazer toda a diferença.
O Vitória de Guimarães resistiu até ao limite das suas forças, conseguiu equilibrar o jogo a meio-campo, o que era decisivo para parar os encarnados, mas, depois, foi incapaz de travar a magia de Nuno Gomes e Aimar. Os passes, causadores de rupturas, encontrariam sequência nos companheiros: Urreta e Weldon (voltou a marcar), no primeiro, e Saviola e Rúben Amorim, no segundo. Dois golos muito parecidos - triangulações perfeitas -, que rebentaram com a táctica vimaranense.
Depois disso, foi gerir tranquilamente a vantagem, até porque quem tem Aimar, Di María, Saviola, e companhia, consegue esconder a bola do adversário, gerindo-a bem longe da sua baliza. Portanto, o triunfo das águias nunca esteve em causa, nem mesmo quando Nelo Vingada tentou dar um abanão na partida colocando em campo Targino, ao intervalo, e mais tarde Roberto. O técnico pretendia dar outra profundidade ao jogo, mas o acerto encarnado não deixou que isso acontecesse.
Jorge Jesus prometera mudar noventa por cento da equipa e cumpriu, mantendo no onze que despachou o Portsmouth apenas Luisão e David Luiz. Como se previa, o andamento da equipa foi muito diferente do dia anterior, as segundas opções não têm a rotina dos primeiros...
O losango constituído por Yebda, Urreta, Fábio Coentrão e Carlos Martins, emperrou tanto na fase inicial da partida que Jorge Jesus se viu obrigado a chamar as principais pérolas na segunda metade do desafio para dar outro brilho à exibição.
A segurança foi naturalmente outra, a dinâmica do conjunto também, sobressaindo durante esta fase o entendimento entre Di María, Aimar, Saviola e Cardozo. Eles também falam a mesma língua fora e dentro no relvado e, inspirados, tranformam isso é num problema muito grande para os adversários, como se viu na segunda parte.

Crónica do jornal O Jogo

 

 

Ficha de jogo

Competição: Troféu Cidade de Guimarães
Estádio: D. Afonso Henriques, Guimarães
Árbitro: Jorge Sousa

Vitória SC
Nilson, Alex, Sereno, Moreno, Milhazes, Custódio, Flávio Meireles, Nuno Assis, Desmarets, Rui Miguel e Douglas
Jogaram ainda: Targino, João Alves, Roberto e Jorge Gonçalves
Treinador: Nelo Vingada
Golos: -
Cartões amarelos: Milhazes (30'), Nuno Assis (62') e Nilson (65')
Cartões vermelhos: -

SL Benfica
Moreira, Patric, Luisão, David Luiz, Shaffer, Urreta, Yebda, Carlos Martins, Fábio Coentrão, Nuno Gomes e Weldon
Jogaram ainda: Rúben Amorim, Sidnei, Aimar, Javi García, Miguel Vítor, Di María, Saviola e Cardozo
Treinador: Jorge Jesus
Golos: Weldon e Rúben Amorim
Cartões amarelos: Luisão (30'), Carlos Martins (59'), e Sidnei (84')
Cartões vermelhos: -

 


                                                                        Foto: vitoriasempre.net

 

Avaliação
A prestação do capitão, segundo a imprensa

Flávio Meireles
Em termos ofensivos pode não ser grande ajuda, mas é um verdadeiro mouro de trabalho quando é preciso recuperar a bola. Com uma força impressionante, fez tudo o que pôde para manter equilibrada a luta no meio-campo. 
O Jogo

 

 

Resumo do jogo (GuimarãesTV)

 

publicado por CláudiaBragança às 22:44
link do post | comentar | favorito
|

.il capitano

Flávio Miguel Magalhães Sousa Meireles
Data de nascimento: 03/10/1976
Altura: 1,87m
Peso: 88 kg
Posição: Médio-defensivo
Número da camisola: 26
Nacionalidade: Portuguesa
Naturalidade: Ribeira de Pena
Residência: Guimarães

Trajectória:
1996/97: Moreirense
1997/98: Moreirense / Fafe
1998/2000: Fafe
2000/2003: Moreirense
Desde 2003: Vitória de Guimarães

.vídeos

Veja nonosso canal no You Tube
todos os vídeos relacionados com o Flávio.



Outros vídeos:

Declarações à GuimarãesTV

Reportagem RTP - Trio de Ataque

O capitão mais feliz do mundo

.o que dizem dele...

 

"O Flávio é o melhor
jogador que já treinei"
,

Manuel Machado 

 

"O Flávio é o melhor capitão
que tive em 25 anos de carreira.
Não que os outros não fossem bons,
mas ele é melhor,
porque além de tudo
é um colega."

Manuel Cajuda

 

"Nuno Santos aproveitou a
entrevista do jornal "O Vitória"
para falar de um atleta que o
impressionou pela positiva.
Nuno deixa aqui bem patente a
admiração por Flávio e enaltece
o peso do capitão no balneário:
"Quando cá cheguei, ouvi muitas
pessoas a dizer que o Flávio
estava há demasiado tempo no
Vitória. Dá-me vontade de rir,
porque as pessoas não fazem ideia
da importância do nosso capitão
dentro do balneário.
Ele é grande em tudo.
Transporta a mística do clube, integra
os que chegam, orienta os miúdos
e, além de tudo isto, dá a vida pelo
Vitória.

O Flávio, assim como o Moreno,
devem ser preservados, porque são
eles a alma do Vitória.
São os capitães na verdadeira acepção
da palavra. É um enorme prazer conviver
diariamente com gente desta natureza."
Nuno Santos (Jogador do VitóriaSC)

 

"Há um certo peso naquilo que eu digo,
tal como há no Flávio. Ele é a verdadeira
representatividade da massa associativa
dentro do campo, com o seu espírito guerreiro.
Capitão melhor do que ele não poderia haver,
é um capitão com propriedade porque se trata
de uma pessoa fantástica, um verdadeiro líder
que puxa sempre para cima."
Nilson (Jogador VitóriaSC)

.destaque Revista J

.Participe!

Qualquer dúvida, sugestão ou mensagem
que queira deixar neste blog por favor
utilize o nosso e-mail.

 

flaviomeireles26@sapo.pt

.links

.Novembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.arquivos

.número de visitas

.fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds