Domingo, 24 de Maio de 2009

Triunfo na despedida da temporada 2008/2009


                                                                         Foto: vitoriasc.pt

 

Crónica

Uma dupla dos diabos na despedida invisível

André Morais

Lutar pelo sexto lugar (Académica) ou lutar pelo oitavo (Guimarães) não são objectivos suficientemente aliciantes para mudarem o decurso de um jogo. Domingos e Cajuda (por intermédio do adjunto Basílio) pregaram por isso durante a semana, mas o Guimarães-Académica não fugiu à mediania. Desengane-se, portanto, quem pensa que cinco golos são sempre sinónimo de um grande jogo.
É certo que ninguém pode acusar as duas equipas de se terem fechado em demasia, mas, se o jogo foi aberto, tal sucedeu mais pela vontade de ir para férias do que pelo empenho de construir uma despedida em beleza. A de Domingos, já se conhecia, a de Cajuda ficou a adivinhar-se depois da nota distribuída à Imprensa. Sem aviso prévio, não houve espaço para palmas, choros, nem para qualquer manifestação. Essas ficaram para Douglas e Roberto, os heróis do jogo. O primeiro voltou após seis meses de ausência e foi um terror em campo. O segundo bisou e ultrapassou Nuno Assis como melhor marcador vitoriano. Na lista de aplaudidos cabia também Saleiro, mas a Académica jogava fora, e os vitorianos não costumam ser anfitriões simpáticos.
Destacar os golos como o melhor do jogo parece um lugar comum. Mas, neste caso, acreditem, não há mesmo outra solução. A estreia do jovem Dinis é assinalável, mas só isso. Valeram a insistência do Guimarães e essa vontade histórica dos pontas-de-lança de marcar golos. Com dois, Cajuda venceu Domingos. Ontem, os dois trocaram as tácticas habituais, e deu-se melhor o Guimarães a jogar como a Académica do que a Académica a jogar como o Guimarães. Lito e Sougou tiveram pouco espaço, e Cris e Diogo não têm a amplitude de Nuno Assis. As trocas no banco foram inócuas. Tudo foi como tinha de ser: o Guimarães ganhou, porque devia isso aos adeptos; a Académica perdeu, mas não se ficou a lamentar.

Crónica do jornal O Jogo

 


                                   Foto: vitoriasempre.net

 

Ficha de jogo

Vitória SC 3-2 Académica de Coimbra

(Carlos Saleiro 23', Orlando (A.G) 39', Roberto 67' e 70' e Carlos Saleiro 74')

Competição: Liga Sagres (30ª jornada)
Estádio: D. Afonso Henriques, Guimarães
Arbitragem: Rui Costa;  Serafim Nogueira e Tiago Leandro; Hugo Pacheco

Vitória SC
Nuno Santos, Andrézinho, Sereno, Gregory, Milhazes, Flávio Meireles (Moreno 89'), Fajardo (Carlitos 69'), Desmarets, Nuno Assis, Roberto e Douglas (Dinis 77')
Suplentes não utilizados: Nilson, Custódio, Luís Filipe e Cícero
Treinador: Manuel Cajuda
Golos: Roberto (2) e Orlando (AG)
Cartões amarelos: Andrézinho (90')
Cartões vermelhos: -

Académica de Coimbra
Peskovic, Pedrinho, Luiz Nunes (Amoreirinha 53'), Orlando, Pedro Costa, Nuno Piloto, Cris (Hélder Cabral 61'), Diogo Gomes (Miguel Pedro 71'), Sougou, Carlos Saleiro e Lito
Suplentes não utilizados: Pedro Roma, André Fontes, Júlio César e Licá
Treinador: Domingos Paciência
Golos: Carlos Saleiro (2)
Cartões amarelos: -
Cartões vermelhos: -

 


               Foto: vitoriasempre.net

 

Avaliação
A prestação do capitão, segundo a imprensa

Flávio Meireles - 6
O capitão revelou, mais uma vez, toda a sua influência que tem dentro das quatro linhas. Flávio Meireles merece ostentar a braçadeira de líder do conjunto vitoriano dentro e fora do relvado.
SportDigital

 

Resumo
Veja aqui o resumo da partida (GuimarãesTV)

publicado por CláudiaBragança às 15:10
link do post | comentar | favorito
|

.il capitano

Flávio Miguel Magalhães Sousa Meireles
Data de nascimento: 03/10/1976
Altura: 1,87m
Peso: 88 kg
Posição: Médio-defensivo
Número da camisola: 26
Nacionalidade: Portuguesa
Naturalidade: Ribeira de Pena
Residência: Guimarães

Trajectória:
1996/97: Moreirense
1997/98: Moreirense / Fafe
1998/2000: Fafe
2000/2003: Moreirense
Desde 2003: Vitória de Guimarães

.vídeos

Veja nonosso canal no You Tube
todos os vídeos relacionados com o Flávio.



Outros vídeos:

Declarações à GuimarãesTV

Reportagem RTP - Trio de Ataque

O capitão mais feliz do mundo

.o que dizem dele...

 

"O Flávio é o melhor
jogador que já treinei"
,

Manuel Machado 

 

"O Flávio é o melhor capitão
que tive em 25 anos de carreira.
Não que os outros não fossem bons,
mas ele é melhor,
porque além de tudo
é um colega."

Manuel Cajuda

 

"Nuno Santos aproveitou a
entrevista do jornal "O Vitória"
para falar de um atleta que o
impressionou pela positiva.
Nuno deixa aqui bem patente a
admiração por Flávio e enaltece
o peso do capitão no balneário:
"Quando cá cheguei, ouvi muitas
pessoas a dizer que o Flávio
estava há demasiado tempo no
Vitória. Dá-me vontade de rir,
porque as pessoas não fazem ideia
da importância do nosso capitão
dentro do balneário.
Ele é grande em tudo.
Transporta a mística do clube, integra
os que chegam, orienta os miúdos
e, além de tudo isto, dá a vida pelo
Vitória.

O Flávio, assim como o Moreno,
devem ser preservados, porque são
eles a alma do Vitória.
São os capitães na verdadeira acepção
da palavra. É um enorme prazer conviver
diariamente com gente desta natureza."
Nuno Santos (Jogador do VitóriaSC)

 

"Há um certo peso naquilo que eu digo,
tal como há no Flávio. Ele é a verdadeira
representatividade da massa associativa
dentro do campo, com o seu espírito guerreiro.
Capitão melhor do que ele não poderia haver,
é um capitão com propriedade porque se trata
de uma pessoa fantástica, um verdadeiro líder
que puxa sempre para cima."
Nilson (Jogador VitóriaSC)

.destaque Revista J

.Participe!

Qualquer dúvida, sugestão ou mensagem
que queira deixar neste blog por favor
utilize o nosso e-mail.

 

flaviomeireles26@sapo.pt

.links

.Novembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.arquivos

.número de visitas

.fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds